PARADÍGMAS & PSICOLOGIA TRANSPESSOAL

 

 

Abaixo, publicamos algumas anotações contidas no orkut de Denise Franklin, (psicóloga e pos-graduada em psicologia transpessoal), nas quais esta fala-nos sobre alguns aspectos importantes da evolução do conhecimento humano, com relação ao universo e ao próprio homem, e as respectivas mudanças paradigmáticas ao longo desse processo; pondo em evidência, claro, o papel da ciência da psicologia transpessoal nesse estudo.

 

Paradigma Newtoniano-Cartesiano:

– É o que se impõe às nossas percepções no estado de vigília (mais comum)
– O Universo é visto como um "mecanismo de relógio", com seus componentes separados.

– Espaço e tempo são percebidos como entidades separadas. O tempo é linear (passado, presente e futuro).
– O observador (ou experimentador) não influencia a realidade dos acontecimentos com o seu pensamento e expectativas ("mito da neutralidade científica").

 

Teoria da Relatividade (matéria x energia):

Na "Teoria da Relatividade" de Einstein, através da clássica fórmula: E=m.c² (energia é igual à massa vezes a velocidade da luz ao quadrado) constata-se que energia se transforma continuamente em matéria e que o contrário também é verdadeiro. Em outras palavras, a matéria não passa de uma forma condensada de energia. Da mesma forma, os elétrons às vezes se comportam como partículas e, às vezes, como ondas. Além disso, existem inúmeros níveis passando da energia mais sutilizada à matéria mais densa.

 

Paradigma Quântico:

– É o que se impõe às nossas percepções durante os estados alterados de consciência (sonhos, meditação e outros). Suas leis são claramente observadas no mundo subatômico.
– O Universo é visto como uma "teia de aranha" onde todas as suas partes estão intrinsecamente interrelacionadas. Se mexermos nun único fio dessa "teia", todo o restante será alterado (ou influenciado).
– Espaço e tempo são percebidos como uma única entidade e são circulares.
– O observador influencia a realidade dos acontecimentos com o seu pensamento. Cai por terra o "mito da neutralidade científica". Nos experimentos realizados onde foram observados os movimentos dos elétrons, constatou-se que essas partículas subatômicas se comportam de acordo com o pensamento e expectativas do observador.

 

Universo Holográfico:

O microcosmo contém as mesmas características do macrocosmo. Ex: Cada célula reproduz os mecanismos do organismo pluricelular como um todo.

 

Conclusões éticas advindas da mudança de Paradigma:

– Cada um de nós constrói a realidade de sua vida a partir de seus pensamentos e crenças.

– Todos são responsáveis pelo que acontece a qualquer momento e em qualquer lugar (não confundir responsabilidade com culpa). 

 

Psicologia Transpessoal e mudança de Paradigma:

A Psicologia Transpessoal, que trabalha com os estados alterados de consciência (sonhos, meditação e outros), desenvolveu seus postulados teóricos e científicos, basicamente a partir da teoria Junguiana (sincronicidade, arquétipos, inconsciente coletivo) e do advento da Física Quântica.

Mas apesar das inúmeras comprovações no âmbito da física quântica, continua a ser encarada com desconfiança nos meios acadêmicos mais conservadores. E não é para menos, com tanto charlatanismo e falta de seriedade que dominam, especialmente, o campo fértil das chamadas "terapias alternativas". Entretanto, é preciso estudo sério e conhecimento profundo para saber "separar o joio do trigo". E não, de uma forma cômoda e fácil, descartar sumariamente tudo que não se encaixa no pré-estabelecido.

A ciência, atualmente, está começando a introduzir o conhecimento intuitivo e criativo (não objetivo) nas suas fronteiras antes tão rigidamente demarcadas e dominadas, única e exclusivamente, pelo cognitivo e racional.

Na medicina, psicologia e em todas as áreas do conhecimento humano, a idéia da necessidade de conceber o ser humano holisticamente para que resultados efetivos sejam alcançados, está cada vez mais presente. Não é dissecando e separando mas procurando trabalhar o indivíduo como um todo harmônico (físico, mental e espiritual) que se pode alcançar um equilíbrio e saúde satisfatórios em todos os níveis que interagem e se interdependem de forma muito estreita.

Assim como a emoção, a afetividade, a intuição, a criatividade e outras capacidades humanas, a necessidade e a busca pelo transcendental é inerente à sua natureza e, por isso, devem também ser trabalhadas terapêuticamente. Mesmo sendo negada pelos mais racionais e materialistas. Até porque, a rigidez que leva ao fanatismo (apego excessivo a dogmas e preceitos pregados, quer pelos que se dizem adeptos dessa ou daquela "religião", quer pela sociedade como um todo, grupos sociais, instituições ou seja o que for) gera sofrimentos profundos e necessita ser trabalhada na busca de um maior equilíbrio e flexibilidade.

 

Fontepesquisada:(http://www.orkut.com/Scrapbook.aspx?uid=4963651054234665059&pageSize=&na=3&nst=-2&nid=4963651054234665059-1196432975-4963651054234665059)

 

POSTED BY SELETINOF 11:30 AM   

Anúncios

Sobre seletynof

Escola (ensino médio):Colégio Marista Cearense;Faculdade/Universidade: Universidade Federal do Ceará;Curso:Física; Diploma:Pós-Graduação em Física;Profissão:físico e professor; Setor:Científico.

Publicado em 24 de janeiro de 2008, em PSICOLOGIAFILOSOFIA. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: