MACH, IDÉIAS DE

A lei da inércia, de Galileu, afirma que o movimento de um corpo não submetido a forças é retilíneo e uniforme. A equação fundamental da Dinâmica, de Newton, estabelece, ademais, uma relação entre a força que atua sobre um corpo e a aceleração que este adquire. Porém, os conceitos de aceleração e movimento uniforme, somente podem definir-se com relação a um tempo que se tenha medido e com respeito a uma métrica (ou Geometria do espaço) utilizada experimentalmente. Esta estrutura métrica do espaço e do tempo intervém, pois, numa dependência entre ações físicas.  No sentido da teoria da ação próxima, se fala do campo métrico do Universo espaço-temporal. Agora bem: desde muito tempo há uma questão estabelecida, relativa ao modo como temos concebido, no tempo, esta ação do espaço. A este respeito, existem dois pontos de vista distintos: 

a) O espaço (ou seja, o campo métrico) é uma realidade física que existe por si mesma, aparte as substâncias que enchem o espaço e seus campos de força. Assim chegamos ao conceito de espaço absoluto de Newton ou a uma espécie qualquer de éter (que, desde logo, poderia ter propriedades distintas que em princípio se atribuem ao éter histórico). Neste caso, o espaço e o tempo, de certo modo, nunca estão vazíos, mesmo na ausência de toda matéria, estão cheios, pelo menos, deste campo, ou seja, da substância adicional chamada éter.

b) O campo métrico se concebe como uma forma da interação entre substâncias da classe que nos é conhecida, ou seja, entre corpos materiais; algo assim como uma manifestação das forças que estas substâncias exercem entre si. Neste caso, tais substâncias determinam as propriedades geométricas do espaço. Ernest Mach foi o primeiro a afirmar que é absurdo atribuir ao espaço completamente vazio as propriedades físicas próprias de uma estrutura métrica, e que podemos e devemos aceitar que a estrutura métrica é uma ação das massas cósmicas. Para compreender o ponto de vista de Mach, podemos utilizar o seguinte raciocínio muito intuitivo, embora não completamente rigoroso. É sabido que, observando um recipiente que contém um líquido, podemos saber se este gira ou não em relação a um sistema inercial, pois, quanto mais rapidamente gira, tanto mais se exagera a curvatura parabolóidica da superfície do líquido. Agora bem: suponhamos que o recipiente não gira, que sua superfícia está inicialmente plana, e que um poderoso gigante faz girar, não o recipiente, mas sim todo o resto do Universo em torno do líquido. Segundo Mach, o sistema inercial girará ao redor do recipiente e a superfície do líquido se afundará em forma parabolóidica. Concretamente: é indiferente que gire o recipiente ou que gire o Universo, tanto do ponto de vista conceitual como do ponto de vista experimental.

A. Einstein, em sua teoria da relatividade generalizada, adota este modo de ver as coisas de Mach, formulando a equivalência essencial entre os campos métrico e gravitatório, segundo o qual o campo métrico é pura conseqüência da interação entre massas cósmicas. Não obstante, convém notar que as equações de campo einsteinianas permitem também soluções nas quais a densidade de massa, mesmo tendendo para zero, a métrica não se torna indeterminada, de maneira que tais soluções estão em contradição com as Idéias de Mach. Resulta, pois, que estas ditas idéias, somente de modo condicional, estão incluídas na teoria de Einstein.     

POSTED BY SELETINOF AT 6:57 PM

 
Anúncios

Sobre seletynof

Escola (ensino médio):Colégio Marista Cearense;Faculdade/Universidade: Universidade Federal do Ceará;Curso:Física; Diploma:Pós-Graduação em Física;Profissão:físico e professor; Setor:Científico.

Publicado em 10 de fevereiro de 2007, em FISICAMATEMATICA. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: